As Maiores Batalhas e Guerras da História - Grécia

 

As Maiores Batalhas e Guerras da História

A Guerra da Independência Grega

(1821-1832)

Gregos e otomanos lutam pelo controle da Acrópole de Atenas.
 
Facções: Revolucionários Gregos (Filiki Eteria) x Império Otomano (Mahmud II).

Forças: Desconhecidas.

Perdas: 25.000 gregos e 20.000 otomanos mortos ou feridos.

Resultado: Vitória Grega; Estabelecido a Primeira República Helênica.

Local: Toda a Grécia.

Áreas Azuis (Locais da revolta); Setas Vermelhas (Ataques otomanos); Cruzes Pretas (Batalhas); Setas Azuis Claros (Avanços Gregos).
 
A Guerra: A Grécia estava sob controle do Império Otomano desde 1456, após a queda de Constantinopla, e seu povo sofria nas mãos dos otomanos. Mas, com o passar dos anos, dois movimentos de resistência surgiram para acabar com essa tirania. O primeiro grupo era o "Sociedade de Amigos" formado pelos líderes políticos e intelectuais da literatura grega e se concentrava nas maiores cidades gregas. Já o segundo grupo era os "Kleptos", os habitantes rurais e montanheses da Grécia, que já praticavam uma longa luta armada contra os otomanos.
 
A revolução grega teve início em 1821 e pegou os otomanos de surpresa. Depois de várias vitórias, os líderes gregos declararam a independência na cidade de Epidauro. Em 1822, os otomanos retaliaram com um grande ataque contra a fortaleza de Missolongi, na entrada do Golfo de Corinto, mas foram derrotados e recuaram para Atenas. Aproveitando a retirada otomana, os gregos libertaram Trípoli e Atenas após brutais combates. Com Atenas livre, os líderes gregos deram uma pausa na revolução e começaram a estabelecer um governo civil. Vendo uma oportunidade, o sultão otomano pediu por reforços do paxá (governador) do Egito para esmagar a revolta.
 
Depois de uma longa mobilização, o paxá do Egito despachou seu filho, Ibrahim, com metade do exército egípcio e conquistou Missolongi em 1826. No ano seguinte (1827), Ibrahim recapturou Atenas e Morea. Com essas enormes derrotas, os gregos acreditavam que seu sonho por liberdade estava acabado diante da união entre o Império Otomano e o Egito.
 
Influenciados e motivados pela luta de independência da Grécia, os líderes da Inglaterra, da França e da Rússia assinaram um protocolo pedindo a retirada das tropas egípcias da Grécia. Porém, nem os otomanos e nem os egípcios deram bola a tal protocolo e continuaram com sua campanha contra os gregos. Essas três nações montaram uma expedição militar para salvar a Grécia. Durante a longa viagem pelo Mediterrâneo, a frota aliada destruiu a frota turca na Batalha de Navarino em 1827 e enfraqueceu o poderio otomano na região.
 
Em 1828, os russos deram início a uma nova guerra no Cáucaso para pressionar ainda mais os otomanos. Em 1829, o Império Otomano e o Egito aceitavam a derrota e assinavam o Tratado de Adrianópolis, que reconhecia a autonomia da Grécia. Foi só em 1832, que os otomanos reconheceram a independência da Grécia no Tratado de Londres.
 
Não há curiosidades.
 

Bibliografia: