As Maiores Batalhas e Guerras da História - A Batalha de Saratoga

 

As Maiores Batalhas e Guerras da História

A Batalha de Saratoga

(1777)

Americanos recebendo a rendição das forças inglesas após a batalha.
 
Facções: EUA (Horatio Gates) x Império Britânico (John Burgoyne).

Forças: 15000 americanos x 7200 britânicos.

Perdas: Americanos: 90 mortos e 240 feridos; Britânicos: 440 mortos, 695 feridos e 6222 capturados.

Resultado: Ferrenha Vitória Britânica (Primeira Parte); Decisiva Vitória Americana e Rendição dos Ingleses (Segunda Parte).

Local: Condado de Saratoga, Estado de Nova York.

Setas Vermelhas (Avanços Britânicos); Seta Pontilhada Azul (Retirada Americana); Cruzes Pretas (Partes da Batalha).
 
A Batalha: Após a jogada ousada e bem sucedida de George Washington em Trenton no ano anterior, os britânicos decidiram esmagar essa revolta americana de uma vez por todas. O general inglês, John Burgoyne criou um plano esmagador: três exércitos ingleses iriam marchar até Albany, capital do Estado de Nova York e se posicionar no Rio Hudson para confrontar os rebeldes americanos numa batalha decisiva. Se vencesse os rebeldes, o Estado da Nova Inglaterra, considerada como o coração da revolta, ficaria isolada e se renderia para o Império Britânico.
 
O principal exército britânico era formado por 6000 britânicos, 1000 mercenários alemães e 200 indígenas de Montreal. Capturou o forte de Ticonderoga, com poucas baixas e marchou até o lago Champlain onde acamapou. Lá, o exército de Burgoyne deveria atravessar uma região pantanosa e cerrada de mais de 32 km de distância para alcançar Albany. Para piorar, os americanos colocaram várias barreiras e armadilhas pelo caminho para atrasar os britânicos. A tropa de Burgoyne fez a travessia do pântano por 20 dias e nenhum incidente ocorreu. Seu único obstáculo que restava para Albany era o Rio Hudson.
 
Porém, o plano de Burgoyne para aniquilar os rebeldes acabou fracassando quando os outros dois exércitos britânicos não puderam apoiar a ofensiva. O primeiro era comandado por William Howe, que era rival de Burgoyne e decidiu não seguir suas ordens e partiu para conquistar a Filadéfia (capital dos rebeldes). O outro exército, comandado por Barry Saint Leger, tentou apoiar a operação mas ficou detido num longo cerco no Forte Stanwix, a oeste de Nova York.
 
Ignorando a perda de apoio dos outros exércitos, Burgoyne decidiu resumir sua campanha sozinho. Seria um grave erro. Quando alcançou os arredores de Albany, Burgoyne se deparou com um exército de 10.000 americanos, liderados pelo general Horatio Gates, numa pequena fazenda chamada de Freeman.
 
Burgoyne despachou seus 1000 mercenários com mais 500 soldados para testar as defesas americanas. O ataque foi brutalmente repelido pelas forças americanas. Mesmo impressionado, Burgoyne mobilizou todo o seu exército e atacou os americanos. Estes estavam entricheirados atrás de uma longa cerca-viva e causaram grandes baixas para os britânicos. No fim do dia Burgoyne perdeu 200 homens e outros 300 ficaram feridos. Já Horatio perdeu 40 homens e 140 ficaram incapacitados. No dia seguinte os americanos abandonaram Albany e se posicionaram em Saratoga. Burgoyne ocupou a capital, seu principal objetivo, mas decidiu perseguir os americanos.
 
Depois de várias semanas de marcha, Burgoyne alcançou os americanos em Saratoga e novamente despachou seus mercenários com os indígenas para testar as defesas americanas. Porém, os americanos receberam reforços e tinham quase 15.000 homens contra os britânicos. A tropa avançada de Burgoyne acabou sendo surpreendida e destruída pelos americanos que logo se lançaram num enorme ataque. O ataque foi devastador e a principal linha britânica foi rompida. Com enormes baixas, Burgoyne recuou para Albany. Mas, os americanos não perderam tempo e perseguiram o general inglês.
 
Cansado e sem recursos, Bugoyne rendu todo o seu exército nas proximidades de Albany. Com essa horrível derrota, a Inglaterra acabaria entrando numa segunda frente de batalha, quando a França finalmente decidiu apoiar a causa americana. A guerra teria seu fim em 1783, com o reconhecimento da independência americana no Tratado de Paris pelo Império Britânico.
 
Não há curiosidades.
 

Bibliografia: