Análise Histórica e Crítica sobre 'Alien vs Predador'

 

Terror no Espaço

Alien vs Predador

 
 

A História:

"Alien vs Predador" é um filme canadense/tcheco/britânico/alemão/americano de 2004 dirigido pelo veterano inglês Paul W.S. Anderson e da 20th Century Fox. O filme tem poucas conexões com o Universo Alien e nenhuma com os filmes do Predador. Foi baseado nas HQs e videogames da série AVP e agradou muitos fãs da franquia. Teve um grande sucesso de bilheteria, mas foi odiado pela crítica, algo comum com os filmes dirigidos por Anderson.
 
A história do filme se passa na Terra em 2004 e se foca num grupo de cientistas e mercenários da poderosa corporação chamada Weyland (a mesma do Universo Alien) que localizaram uma antiga pirâmide na Antártica e decidiram investiga-la. O que eles não sabem é que a pirâmide é usada para rituais de caça da espécie dos Predadores, que usam os humanos para produzir a presa perfeita, os Aliens.
 
 

A Origem:

Desde que a caveira do Alien apareceu na nave do Predador no filme "Predador 2", milhares de fãs queriam um filme do universo Alien vs Predador. Porém, na época, a 20th Century Fox estava focada na história de Ripley no universo alien e ignorou os apelos dos fãs.
 
Depois de muitos anos após "Alien: A Ressurreição", em 2002, a 20th Century Fox anunciou a confirmação de um roteiro do filme "Alien vs Predador". O diretor escolhido foi o britânico Paul W.S. Anderson, que havia acabado de lançar o primeiro filme da franquia "Resident Evil", já considerado um sucesso de bilheteria.
 
Anderson escreveu o roteiro que se focava num grupo de exploradores que descobririam uma pirâmide na Antártica e que era usada pelos Predadores para caçar os Aliens. Assim iniciava uma luta épica pela sobrevivência. A ideia de fazer uma história no espaço foi descartada pela Fox, pois esta considerava muito cara de se fazer do que uma história passada na Terra.
 
Com o roteiro aprovado e algumas poucas modificações finais, Anderson imediatamente começou as filmagens em 2003 e só finalizaria no ano seguinte. Assim estava pronto o filme que os fãs queriam ou não?
 
 

A Bucha de Canhão - Os Humanos:

Pobres coitados. Acreditavam que haviam feito uma grande descoberta, mas acabaram virando comida de alien e isca de predador.
 
 
  • Alexa Woods (Sanaa Lathan): Uma especialista em sobrevivência e contratada pela Weyland para liderar a equipe. É a protagonista do filme, mas fraca em comparação a Ellen Ripley.
  • Charles Bishop Weyland (Lance Henriksen): Fundador da Weyland e responsável em montar a equipe para a expedição na Antártica. Ele é a única conexão desse filme com o Universo Alien.
  • Sebastian De Rosa (Raoul Bova): Arqueólogo italiano contratado para explorar a pirâmide na Antártica. Tenta formar um par amoroso com Alexa, mas não dura um minuto.
  • Graeme Miller (Ewen Bremner): Engenheiro químico escocês contratado para examinar a estrutura da pirâmide. É o persangem mais irritante do filme.
  • Maxwell Stafford (Colin Salmon): Braço-direito de Weyland e líder dos mercenários enviados para a expedição.
  • Mark Verheiden (Tommy Flanagan): Mercenário da Weyland.
  • Adele Rousseau (Agathe de La Boulaye): Mercenária da Weyland.
  • Rustin Quinn (Carsten Norgaard): Mercenário da Weyland.
  • Selene (Liz May Brice): Supervisora da equipe de exploração.
 
 

As Serpentes - Os Aliens:

Se você está com problemas com parasitas alienígenas, então chame uma equipe de limpeza de predadores.
 

Os ovos que aparecem no filme são idênticos ao do filme anterior "Alien: A Ressurreição". Anderson aproveitou que esses ovos ainda estavam nos depósitos da Fox e os reutilizou para várias cenas essenciais do filme. Por exemplo, na cena acima usou mais de 20 ovos e em cada ovo havia uma marionete de facehugger. Em outras cenas, Anderson criou ovos digitais.
 
Esses facehuggers abusam de tudo. Até pulam em conjunto para beijar várias pessoas.
 
Os facehuggers retornam em grandes números. Pela primeira vez são feitos em computação gráfica na maioria das cenas, mas ainda utilizaram marionetes e animatrônicos em algumas cenas. Anderson também abusou no uso de câmeras slow-motion para mostrar em grandes detalhes o método que os facehuggers utilizam para infectar suas vítimas.
 
 

    Se começar a sentir fortes dores no peito, recomendo que procure um médico especialista em aliens.

O chestbuster retorna em duas rápidas cenas. Na primeira foi usado um boneco. Já na segunda cena foi usado pela primeira vez uma versão computadorizada da criatura mais um animatrônico. Anderson decidiu adotar a forma original do parasita do primeiro filme (Alien, O Oitavo Passageiro). O diretor também decidiu acelerar o nascimento da criatura, pois o filme não é muito longo e Anderson queria que público ficasse empolgado com as cenas de ação que ele já havia estabelecido.
 
 "Olhe mamãe, tenho mandíbulas"
Um novo tipo de alien aparece no fim do filme. É o Predbuster. Pela primeira vez vemos o prelúdio de um predalien, uma das criaturas mais amadas pelos fãs da franquia AVP. O predbuster possui o formato de minhoca do chestbuster, mas carrega um pouco do dna de seu hospedeiro: as quatro mandíbulas do predador. Nada mais é mostrado da criatura. Esperem pela minha análise do segundo filme do AVP.

Isso que eu chamo de uma gangue barra pesada.
 
Os aliens adultos que aparecem no filme foram baseados no alien original, mas mantiveram o físico dos aliens clonados do filme anterior. Rápidos e letais, finalmente vimos que os aliens conseguem enfrentar de igual para igual os temíveis predadores. A maioria é morta com facilidade, mas só um deles foi capaz de matar dois predadores em uma única luta. Foram usados atores, animatrônicos e digitalizados para algumas cenas de ação.
 
 Isso é o que acontece quando você mexe com a ninhada. A mamãe fica bem p da vida.
 

A Rainha Alien também retorna nesse filme. Aprendemos que os predadores capturam as rainhas e as força a produzir novos aliens para serem caçados e usados como troféus. Porém, vemos que essa rainha em particular convoca seus aliens menores para solta-la. Então a presenciamos na mais épica luta do filme. No meio do campo aberto da Antártica, a Rainha revela seu imenso tamanho e força para o predador sobrevivente e a humana que luta ao seu lado. Durante a luta, vemos pela primeira vez a rainha correr num velocidade surpreendente, mesmo com o imenso tamanho que possui. Anderson usou o design geral das rainhas anteriores, mas adicionou pequenos espinhos em sua carapaça. Foi usado um imenso animatrônico e nas cenas finais a rainha foi digitalizada.
 
 

Os Caçadores - Os Predadores:

Não são os três patetas.
 

 Pela primeira vez presenciamos mais de três predadores durante uma caçada. Aqui estão eles:
  • Celtic - O maior e o mais forte dos três. Usa uma máscara com formato de uma caveira e é bastante violento. Se mostra líder do grupo. Elimina vários humanos, mas quando enfrenta o seu primeiro alien, acaba fazendo besteira e morre de uma forma horrível.
  • Scar - O segundo mais forte e o menor do grupo. É bastante esperto e bem agilidoso. Sua máscara é idêntica ao predador do primeiro filme. É o único dos três que mostra seu rosto. Mata vários humanos e aliens. Para sobreviver decide se unir a Alexa. Morre no combate final contra a Rainha Alien, mas acaba carregando uma semente alienígena que atomentaria a vida de muita gente no filme seguinte.
  • Chopper - O mais fraco do grupo. Obedece Celtic e o segue até o fim. Possui duas imensas lâminas de combate, maiores que seus conterrâneos. Tem uma máscara cheia de rabiscos tribais. Elimina alguns humanos, mas rapidamente sucumbe ao primeiro o alien que aparece.
 
Esse cara poderia ser uma grande vilão no Game of Thrones.
 
"Alien vs Predador" também mostra mais um pouco sobre a sociedade e cultura dos predadores. Muitos outros predadores aparecem no filme, mas o que chama mais atenção é o líder do clã que lidera a expedição para a Terra. Maior e mais forte que os outros predadores, esse líder é veterano de outras caçadas, olhe de relance na cicatriz no rosto e na máscara. Também aprendemos que os predadores possuiem um forte código de honra e respeito. Quando Alexa derrota a Rainha, o líder reconhece a sua bravura e também vê a mesma marca do seu clã no rosto da heroína. Ele entrega sua lança de combate, mostrando um grande respeito em combate da humana em lutar ao lado de seu clã. É algo impressionante mesmo sobre os predadores.
 
Imagina essa nave aparecendo num filme do Star Wars. O público ficaria eufórico.
 


Outra nave dos predadores aparece no filme. Essa nave é a principal da frota dos caçadores. É imensa e possui armas bem poderosas. Pode carregar centenas de guerreiros. É usada para caçadas, explorações e até guerras. Tem a capacidade de carregar naves menores (explicarei mais sobre isso no próximo filme). O filme mostra que ela tem a mesma capacidade de ficar invisível como os predadores e pode lançar pods para facilitar a aterrissagem desses caçadores em ambientes hostis. As cenas internas foram feitas em cenários construídos no estúdio e as tomadas externas foram usadas animações gráficas (uma das melhores que eu já vi numa espaçonave).
 
 
 

Os Deuses Astronautas (e Caçadores):

Eu acredito que deve ter algo similar enterrado em algum lugar da Antártica. Não concorda?
 
Uma coisa bem legal que Anderson fez nesse filme foi de pegar a teoria dos deuses astronautas e utiliza-la na história. A teoria (tem um livro sobre ela e é bem legal) fala sobre a possibilidade que os deuses dos primeiros povos civilizados tenham sido alienígenas bem avançados que ajudaram os homens a se desenvolver. Anderson usa a teoria nos predadores que por acidente acharam nosso mundo e decidiram ensinar aos humanos a construir imensas pirâmides para seu ritual de ascensão: usar humanos como isca para produzir aliens e caça-los. Mas, com o passar dos anos os aliens foram ficando mais inteligentes e acabaram dizimando povos inteiros, forçando os predadores a destruírem civilizações completas do dia para noite (algo que intrigua os cientistas até hoje sobre esse sumiço em massa de enormes civilizações em um único dia).
 
 

Análise Crítica:

"Alien vs Predador" é um filme que foi feito para agradar os fãs da franquia. Para aqueles que sabem pouco ou nada dessa franquia, eu não recomendaria. O filme tem momentos épicos, possui uma atmosfera interessante, o visual e os efeitos especiais são excelentes. Tanto os aliens quanto os predadores são criaturas sinistras e emocionantes no filme inteiro. Anderson consegue criar um clima de suspense por boa parte do filme. Um dos feitos mais épicos do filme foi a pirâmide que Anderson criou para o filme. Formada por longos e escuros corredores, a pirâmide muda de forma a cada dez minutos e o incrível é que várias cenas foram feitas dentro desse cenário gigantesco que Anderson construiu. A música é legal, mas fraca em comparação aos filmes originais. É claro que há vários defeitos nesse filme: a história é fraca, os personagens não são memoráveis ou interessantes, não há nenhum momento de terror e sustos, algumas vezes a ação fica muito chata e repetitiva e não é violento como os originais (esse filme foi classificado para maiores de 14 anos, algo que insultou muito os fãs da saga).
 
"Alien vs Predador" tem muitos problemas, mas é um filme divertido de ver com a família ou os amigos e não decepciona quando faz alguns fan services dos quadrinhos (sim o predador se junta com uma humana para lutar contra os aliens e isso acontece nas hqs, parem de ficar reclamando que isso estragou o filme). Por fim, "Alien vs Predador" é um filme que começou muito bem uma das franquias mais conhecidas e épicas das hqs e videogames. Aproveite o máximo esse filme, pois o seguinte vai ser uma "bomba" de tanta besteira que fizeram na continuação e com a franquia em si.
 
 

Curiosidades:

  • Durante uma entrevista, Paul Anderson, diretor do filme, falou que Arnold Schwarzenegger queria aparecer no fim do filme fazendo o seu personagem do primeiro "Predador" como uma surpresa para os fãs. Mas, como as eleições para governador da Califórnia estavam prestes a acontecer, a proposta foi abandonada.
 
  • A Ilha de Bouvet, onde ocorre os eventos do filme, foi baseada no Incidente de Vela, em 1979, quando um satélite captou uma imagem de algo brilhante na superfície da ilha, como uma detonação nuclear ou a queda de um meteoro. Até hoje é um mistério.
 
  • Inicialmente, o projeto do AVP era para ser o quinto filme da franquia do Alien. Com James Cameron como produtor e Ridley Scott como diretor o filme finalizaria de vez com a história de Ripley, interpretada por Sigourney Weaver. Porém, a 20th Century Fox mudou de ideia e decidiu fazer um filme do AVP. Com essa decisão James Cameron, Ridley Scott e Sigourney Weaver abandonaram o projeto inicial.
 
 

Nota Final - 8 ("Alien vs Predador" é um filme divertido de se ver. Não tem uma história boa, mas as cenas de ação e suspense ajudam a criar um clima tenso em alguns momentos do filme. Não espere por sustos como nos filmes originais. Anderson conseguiu manter um poderoso fan service no filme, com referências retiradas das hqs, para agradar aqueles que são fãs da franquia e ainda expandiu a mitologia dos aliens e predadores para outras áreas da franquia como jogos e hqs. Se você não conhece nada dessa franquia, então não recomendo o filme, pois vai ficar bem entediante para você. Só recomendo para os fãs e para aqueles que viram os filmes do Alien e do Predador. Tenham um bom filme!).

 

Bibliografia: