As Maiores Batalhas e Guerras da História - A Batalha de Pidna

 

As Maiores Batalhas e Guerras da História

A Batalha de Pidna

(168 A.C.)

Exército Romano (esquerda) ataca o poderoso Exército Macedônico (direita) nas planícies de Pidna, Grécia.
 
Facções: Império Macedônico (Perseus) x República Romana (Cônsul Lúcio Emílio Paulo).
 
Forças: 40.000 soldados e 4.000 cavaleiros macedônicos e gregos x 25.000 legionários e 4.000 cavaleiros romanos.
 
Perdas: 25.000 macedônicos e 1.000 romanos mortos e feridos.
 
Resultado: Decisiva Vitória Romana; República Romana anexa toda a Mecedônia e a Grécia.

Local: Perto de Pidna, Grécia.
 
 Círculo Verde (Republica Romana); Círculo Vermelho (Cártago); Círculo Azul (Império Macedônico); Setas Verdes (Avanços Romanos); Círculo Preto (local da batalha).
 
A Batalha: Anos após a derrota cartaginesa na Segunda Guerra Púnica, Roma havia se tornado uma potência militar e política no Mediterrâneo Ocidental. Porém, o líder cartaginês Aníbal Barca escapou e se exilou na Macedônia.
 
Roma exigiu que o rei macedônico Perseus entregasse Aníbal, mas acabou dizendo não. Roma despachou duas expedições contra a Macedônia e perdeu em ambas. Mas, em 168 A.C., Roma despachou uma nova legião, liderada por Lúcio Emílio Paulo para esmagar o Império Macedônico e apreender Aníbal.
 
Mas, sem saberem, Aníbal já havia falecido anos antes e a Macedônia estava enfrentando uma série crise política em seu território. Mesmo assim, os romanos invadiram a Macedônia com força total. Perseus reuniu seu exército e recuou até as planícies de Pidna, na Grécia.
 
Usando a tática da falange, Perseus acreditava que facilmente derrotaria os romanos, mas acabou subestimando o poder avassalador da legião romana. Enquanto os macedônicos avançavam em uma única linha de ataque, com longas e pesadas lanças, os romanos atacavam no formato das coortes.
 
As coortes eram formações de 50 soldados com grandes escudos e espadas curtas que podia se defender facilmente e ainda lançar contra-ataques poderosos contra seus inimigos, sem perder a formação.
 
Foi isso que aconteceu em Pidna. No momento que a falange macedônica atacou as coortes romanas, essas se dividiram em grupos menores e atacaram as laterais do exército inimigo. Foi uma carnificina que se seguiu. No fim do dia, o poderoso e letal exército macedônico estava acabado e seu império nas mãos da República Romana.
 
Porém, a vingaça de Roma contra Cártago não havia sido completada por causa da morte de Aníbal. Mas, Cártago ainda possuía uma última cartada para tentar derrotar os romanos ou ser totalmente aniquilada.
 
Não há curiosidades sobre a batalha.
 

Bibliografia: