As Maiores Guerras e Batalhas da História - A Batalha de Issus

 

As Maiores Guerras e Batalhas da História

A Batalha de Issus

(5 de Novembro de 333 A.C.)

Alexandre, o Grande persegue Dário III após a batalha.
 
Facções: Macedônia e a Liga de Corinto (Alexandre, o Grande) x Império Persa e Mercenários Gregos (Dário III).
 
Forças: 40.850 Gregos x 150.000 Persas.
 
Perdas: 7.000 Gregos e 20.000 Persas mortos.
 
Resultado: Vitória Macedônica; Alexandre obtém o controle total da Ásia Menor (atual Turquia).
 
Local: Issus, sul da Ásia Menor (atual Turquia).
 
Setas Azuis (Avanço de Alexandre); Cruzes Azuis (Vitórias de Alexandre); Setas Vermelhas (Exércitos Persas); Traços Vermelhos (Fortalezas Persas); Círculo Preto (Localização de Issus).
 
A Batalha: Em 338 A.C., Felipe, rei da Macedônia, invadiu a Grécia e derrotou Tebas. Com toda Grécia em suas mãos, Felipe planejava invadir e conquistar todo o Império Persa. Porém, por causas desconhecidas, Felipe morreu e seu filho Alexandre assumiu.
 
Em 333 A.C., Alexandre liderou um exército de 30.000 gregos pelo Helesponto e invadiu o Império Persa pela a Ásia Menor. Decidiu avançar para o sul com o objetivo de neutralizar a marinha persa de vez. Enfrentou um exército persa de 30.000 homens no Rio Granicus e o derrotou. Seguiu viagem e depois de dois ferozes cercos, tomou Milates e Halicarnassus. Com isso, a Marinha Persa nunca mais ameaçaria as ilhas gregas.
 
Graças a essas vitórias e poucas baixas, Alexandre começou a aumentar seu exército para 40.850 homens. Enquanto isso, Dário III, imperador Persa, liderou pessoalmente 150.000 homens para encontrar e destruir Alexandre. Ambos se encontraram na vila de Issus.
 
Dário posicionou seu exército de uma forma que impedisse Alexandre de flanquea-lo. No dia 5 de Novembro, Dário iniciou a batalha lançando toda sua cavalaria persa contra os flancos de Alexandre. Porém, Alexandre deixou que a cavalaria persa se aproximasse e usou a temível falange para aniquilar os persas. Ao mesmo tempo, Alexandre liderou toda sua cavalaria contra o centro do exército persa e rapidamente rompeu as defesas de Dário.
 
Dário ordenou uma retirada caótica de Issus. Somente os mercenários gregos do imperador persa ficaram e lutaram até o fim. No fim, Alexandre saía vitorioso e dono de toda a Ásia Menor. O caminho agora estava aberto para a conquista da Síria e do Líbano.
 
Durante a retirada, toda a família de Dário foi capturada pelos gregos, mas foi poupada por Alexandre e enviada para Ancara como "convidados" de Alexandre.
 
Não há nenhuma curiosidade sobre a batalha.
 

Bibliografia: