Homem Aranha: De Volta Ao Lar - (Review sem spoiler)

Muito semelhante ao nome do novo filme do cabeça de teia, o quadrinho Homem-Aranha: De volta ao lar (Coming Home) será o analisado de hoje.


Publicado em 2001, autoria de J Michael Straczynski (Babylon 5, Poder Supremo) e ilustrações de John Romita Jr.

A historia começa com Peter Parker, muito triste após seu rompimento com Mary Jane, decidido a saltar entre os prédios de Nova York a procura de um vilão para descontar sua raiva, mas esse tipo de situação não aparece quando precisamos descontar a raiva.

Após "saltar" bastante,  ele chega ao bairro onde passou sua adolescência e decidi visitar sua antiga escola. Lá encontra um "Nerd" sendo atormentado por outros garotos e decide intervir, embora tenha acabado com as agressões não foi tratado como salvador pela vítima e sim repudiado.




A noite, decide ficar pelo bairro e dar uma lição nos valentões, mas dessa vez como Homem-Aranha, quando foi surpreendido por homem chamado Ezekiel que tem poderes idênticos aos seus. Esse homem misterioso, que inclusive conhecia a identidade secreta de Peter, lhe deixa com uma grande dúvida a cerca de seus poderes.

Peter decide lecionar na escola para ajudar a nova geração e mais uma vez é surpreendido por Ezekiel, em meio a tantos mistérios, um homem chamado Morlun aparece para simplesmente... matar Peter Parker, nada pessoal, mas essa prova ser a pior ameaça que Peter já enfrentou.

Embora muitos não gostem de John Romita Jr, essa historia tem uma qualidade exuberante, com traços bem detalhados, sendo um trabalho memorável do desenhista.

O roteiro de J Michael Straczynski também é fenomenal, considerado um dos melhores produtores de historias para o Cabeça de Teia.




Não sei se o filme Spider-man Homecoming terá alguma semelhança com o quadrinho além do nome, mas a historia original é tão empolgante, traz uma possivel origem nova para os poderes de aranha e um vilão que com certeza não iremos esquecer, com uma mensagem sobre Bullying.